Quanto vai custar minha obra?

Quanto vai custar minha obra?

Você já se perguntou: "Quanto vai custar minha obra?"

Se sim, então, esse artigo é para você!

Essa é uma pergunta recorrente dos meus clientes. Entretanto, não é uma resposta simples.

Por isso, agora você vai aprender um pouco mais sobre custos de uma obra e um método muito utilizado por engenheiros para estimar esses valores.

Vamos lá?

OS 4 PRINCIPAIS CUSTOS DE UMA OBRA

O custo total de uma obra é representado pela soma do preço do terreno, impostos, engenharia, mão de obra e comissões sobre a venda.

Então, vou te contar como economizar em cada um deles!

1. Compra do Terreno

Para saber se está fazendo um bom investimento é fundamental calcular o preço do metro quadrado dos imóveis similares na região e comparar com o m2 do lote que está comprando.

Para calcular é fácil:

Preço do lote / Metragem quadrada do imóvel

Exemplo:

Um lote de R$ 120.000,00 que tenha 600 m2 (20 metros de frente e 30 metros de lado).

R$ 120.000,00 / 600 m2 = R$ 200,00 / m2

O seu preço por m2 é R$ 200,00 / m2.

Para evitar custos de aterro ou compactação de um terreno, opte por lotes planos ou com uma leve inclinação para a rua.

Outra característica importante é verificar o fornecimento de água, energia e serviços de saneamento básico do bairro.

2. Comissão sobre a venda

Quando um imóvel é ofertado. No seu valor total está incluso a comissão para o corretor ou empresa imobiliária.

“O mercado pratica o valor de 6%, mas pode mudar em alguns casos, como imóveis vendidos em plantões, que costumam ser de 4%”, afirma Alexandre Tirelli, Chanceler da Universidade Corporativa dos Corretores de Imóveis (UNISciesp).

3. Impostos

ITBI – Imposto de Transmissão de Bens Imóveis

Para comprar um lote, alguns impostos serão cobrados para realizar a transferência.

Esse imposto é cobrado pela prefeitura da cidade e custa cerca de 3% sobre o valor do imóvel.

Escritura Pública

Em caso de compra sem financiamento, esse imposto é obrigatório.

Nos casos de financiamento, o documento do banco tem a mesma finalidade.

No site do Instituto de Registro Imobiliário do Brasil (IRIB), você consegue consultar o valor cobrado no seu Estado.

Registro do Imóvel

O Registro do Imóvel deve ser pago logo após o ITBI e a Escritura.

E os custos também podem ser consultados no site do IRIB.

Quanto-vai-custar-minha-obra

4. Construção

Projetos

O passo inicial de uma construção eficiente são os projetos de arquitetura, estruturas, elétrico, hidrossanitário e outros.

Sem eles, são inevitáveis os erros no canteiro de obra.

Quanto-vai-custar-minha-obra

A regra é simples, quanto mais planejamento menos custos com retrabalhos.

O valor do desenvolvimento dos projetos, por via de regra, corresponde a menos que 5% do valor total da obra. Portanto, é o caminho mais barato para se combater o retrabalho desperdício de materiais.

Na fase de planejamento devem ser feitas todas as especificações técnicas para que os profissionais que atuarão na execução da obra apenas sigam o projeto.

Evitando improvisações que possam comprometer toda a obra.

Execução da obra

legislação brasileira determina que toda construção ou reforma deve ser acompanhada por um Responsável Técnico (Engenheiro Civil ou Arquiteto).

Esse profissional é designado do acompanhamento dos métodos construtivos, cumprimento das especificações técnicas previstas nos projetos, verificação de normas, entre outros.

Ele deve ser o líder, influenciando sua equipe de forma criativa e positiva com intuito de atingir um objetivo de terminar a obra da melhor maneira possível.

Mão de obra

Levantamentos recentes do Sistema Pesquisa de Emprego e Desemprego realizados pelo Dieese em parceria com o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) indicam que a construção civil está entre os segmentos da atividade econômica em que existem maior número de trabalhadores por conta própria.

O profissional autônomo é aquele que exerce atividade sem vínculo empregatício, assumindo seus próprios riscos.

A prestação de serviços caracteriza-se por ser de forma eventual e não habitual.

Também por essa razão, tem a vantagem de negociar livremente as relações de trabalho, como horários flexíveis e remuneração.

Chega até mesmo a escolher os tomadores do seu serviço, decide ainda como e quando prestará, gozando inclusive de liberdade para precificar seus serviços de acordo com as regras do mercado e a legislação vigente.

Meu conselho é você orçar vários profissionais, analisar os trabalhos anteriores e conversar com seus clientes. Dessa forma, você evita surpresas no meio da obra.

Reserva de emergência

Já falei aqui no blog como não perder dinheiro em uma construção. Mas além desses fatores, as decisões dos clientes influenciam de forma substancial, sobretudo no preço do acabamento da edificação.

Para quem deseja iniciar uma construção, é essencial acumular uma reserva de emergência para se resguardar dos imprevistos e também aproveitar promoções.

Quanto-vai-custar-minha-obra

Cálculo pelo sistema do CUB

Deixando de lado a teoria, vamos botar a mão na massa e aprender a calcular quanto vai custar a sua obra!

Os custos de uma obra podem ser calculados de forma rápida e simples com o Custo Unitário Básico (CUB).

O CUB é um custo referencial por metro quadrado de construção divulgado pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil (SINDUSCON).

 

Passo a passo

Primeiro você vai acessar o site da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC).

Na aba de CUB/m2 estadual, você vai selecionar seu Estado, o Sinduscon referente a sua Cidade (no meu caso Sinduscon-MG), na escolha do Relatório selecione "Tabela do CUB/m2 Valores em R$/m2", o ano, mês, "sem desoneração da mão de obra" e "Sem Variação Percentual".

Após isso, gere o relatório em PDF.

Quanto-vai-custar-minha-obra
Custos Unitários Básicos de Construção

Legenda:

R1 - Residencial unifamiliar (1 pavimento)

PP4/8 - Residêncial multifamiliar - Prédio Popular (até 4 ou 8 pavimentos)

R8/16 - Residêncial (até 8 ou 16 pavimentos)

PIS - Residência multifamiliar - Projeto de interesse social

CAL8 - Comercial Andares Livres (até 8 pavimentos)

CSL8/16 - Comercial Salas e Lojas (até 8 ou 16 pavimentos)

RP1Q - Residêncial Popular

GI - Galpão Industrial

Exemplo:

Eu vou usar como exemplo uma casa de 78 metros quadrados para uma família no padrão normal de apenas um pavimento.

78 m2 x R1 (R$ 1.511,45) = R$ 117.893,10

Atente-se, no PDF, para o que não se considera nesse cálculo:

"Na formação destes custos unitários básicos não foram considerados os seguintes itens, que devem ser levados em conta na determinação dos preços por metro quadrado de construção..."

  • Fundações
  • Submuramentos
  • Paredes-diafragma
  • Tirantes
  • Rebaixamento de lençol freático
  • Elevador(es) e muitos outros...

Se ainda ficou alguma dúvida sobre o Cálculo do CUB, assista esse vídeo.

 

Conclusão

O Cálculo do CUB é uma ótima referência para uma estimativa rápida do custo de uma construção.

Entretanto, o Engenheiro Civil têm a competência de realizar orçamentos detalhados, levando em conta todas as variações que o CUB não mostra.

A capacidade do engenheiro de planejar, projetar e realizar orçamentos detalhados é essencial na hora de verificar as reais necessidades do cliente e colocá-las no papel de forma clara e justa.

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.